https://radiomixlimeira.com.br/feed/

SP decide cancelar Carnaval de rua após aumento de casos de Covid

Blocos fazem a abertura não oficial do carnaval de rua no centro do Rio de Janeiro

A Prefeitura de São Paulo decidiu, nesta quinta-feira (6), cancelar o Carnaval de rua na capital. A medida foi anunciada pelo prefeito Ricardo Nunes (MDB) em decorrência do crescimento dos casos de Covid-19 no município.

Apesar do cancelamento, Nunes manteve os desfiles das escolas de samba de São Paulo no Sambódromo do Anhembi, que devem se realizar nos dias 25, 26, 27 e 28 de fevereiro. Eles só poderão ocorrer se a Liga aceitar os protocolos sanitários.

Na manhã desta quinta-feira, o prefeito participou de uma reunião com secretários municipais do Comitê Executivo para analisar e discutir a realização do Carnaval em São Paulo. No encontro, do qual participou o secretário de Saúde, Edson Aparecido, foi apresentado um estudo da vigilância epidemiológica antes da tomada de decisão.

O estudo alertou sobre o aumento da transmissibilidade da variante Ômicron, identificada no dia 23 de novembro na África do Sul. Com isso, a Secretaria Municipal de Saúde recomendou a intensificação da vacinação das doses de reforço anti-Covid-19, a manutenção do uso obrigatório de máscara e das demais medidas sanitárias.

A pasta ressaltou ainda que seja evitado qualquer tipo de aglomeração que não possa ter “controle sanitário seguro” e o “cancelamento de todas as atividades relacionadas ao Carnaval de rua de 2022 na capital, bem como de atividades que não tenham controle sanitário”.

Além de São Paulo, o Distrito Federal e outras 12 capitais cancelaram o Carnaval de rua: Rio de Janeiro, Salvador, Florianópolis, Recife, Fortaleza, Curitiba, Cuiabá, Campo Grande, São Luís, Belém, Belo Horizonte e Maceió. A medida vem sendo tomada em razão do atual quadro de infecção pelo coronavírus e do aumento de infecções pelo vírus influenza.

Fonte: R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.