São Paulo demite Fernando Diniz; Raí também deixa o Morumbi

O São Paulo demitiu o técnico Fernando Diniz nesta segunda-feira, um dia depois da derrota por 2 a 1 para o Atlético-GO. Ele não resistiu a uma crise pesada: o time não vence há sete jogos, seis deles pelo Brasileirão. Marcos Vizolli, auxiliar fixo da comissão do profissional, assume interinamente a equipe

Além de Diniz, sai o diretor-executivo Raí, ídolo do clube. Segundo nota publicada pelo São Paulo nesta segunda-feira, Raí pediu para deixar o cargo ao ser informado da demissão do treinador.

Contratado em setembro de 2019, o treinador deixa o clube sem conquistar nenhum título. Foram 74 jogos, com 34 vitórias, 20 empates e 20 derrotas. Em outras duas ocasiões, o treinador esteve suspenso, e o auxiliar Marcio Araújo o substituiu. Araújo, assim como Wagner Bertelli e Eduardo Zuma, membros da comissão técnica de Diniz, também foram demitidos.

A demissão de Fernando Diniz ocorre em um dos piores momentos do São Paulo na temporada. O Tricolor não venceu nenhuma vez no ano, foi eliminado na semifinal da Copa do Brasil e caiu de líder para quarto colocado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *