https://radiomixlimeira.com.br/feed/

Quinto caso de ômicron no estado de SP é confirmado em Limeira

Cientistas da Universidade de Hong Kong conseguiram capturar pela primeira vez, em 8 de dezembro, a imagem da variante ômicron do coronavírus com a ajuda de um microscópio. (Foto: Imagem cedida pela Faculdade de Medicina da Universidade de Hong Kong)

A Secretaria de Saúde de São Paulo confirmou neste domingo (12) o quinto caso variante Ômicron da Covid-19 no estado. Trata-se de uma mulher de 40 anos, residente em Limeira, e que viajou à África do Sul e à França em novembro.

Segundo a secretaria, a mulher tem esquema vacinal completo e relatou sintomas leves, como dor de cabeça, tosse e secreção nasal. “Está sob monitoramento da Vigilância Municipal de Limeira e em isolamento domiciliar, sem contato com o marido e o filho, que já tiveram resultado negativo para exame de PCR”, diz a secretaria. O diagnóstico positivo para Covid-19 saiu no dia 3 de dezembro e a amostra foi submetida a sequenciamento genético pelo Instituto Adolfo Lutz – com confirmação neste domingo.

Todos os cinco pacientes confirmados com a variante Ômicron no estado de São Paulo têm vacinação completa e apresentaram sintomas leves ou ficaram assintomáticos. O quarto caso da variante Ômicron havia sido confirmado no sábado (11). O infectado é um homem de 67 anos, morador da capital, que não viajou para o exterior, ao contrário dos outros casos, que são importados de fora do país.

Segundo o governo João Doria (PSDB), os casos são acompanhados individualmente pelas equipes municipais de saúde e, em caso de agravamento, monitorados pela vigilância estadual. A manifestação branda na nova cepa nos pacientes, ainda de acordo com o governo, teria relação com a vacinação, que protege contra o agravamento da doença no organismo.

VACINAÇÃO SUGERE MANIFESTAÇÃO NÃO-GRAVE DA ÔMICRON
Em todo o estado, 3,4 milhões de faltosos ainda não receberam a segunda dose e, por isso, podem estar mais vulneráveis à Covid-19, uma vez que apenas a conclusão do esquema prevê proteção adequada.

Aqueles que já completaram o ciclo vacinal, têm mais de 18 anos e um intervalo de quatro meses entre as doses da Coronavac/Butantan, Astrazeneca/Fiocruz e Pfizer, podem procurar os postos de vacinação para a dose adicional. Quem tomou a dose única da Janssen podem se imunizar com a dose adicional a partir de doses meses.

Além das vacinas, as medidas já conhecidas pela população seguem cruciais para combater a pandemia do coronavírus, como uso de máscara e higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel.

ÔMICRON NO PAÍS
O Ministério da Saúde informou também neste domingo (12) que o Brasil tem 11 casos confirmados e identificados da variante ômicron, contando com os cinco casos de SP. Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Goiás têm dois casos cada um.

*Com informações de G1, Folha de SP e CNN Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.