https://radiomixlimeira.com.br/feed/

Prefeitura de Nova Odessa vai testar de 800 servidores para Covid-19


Objetivo da avaliação, segundo o governo municipal, é determinar entre os funcionários a proporção da população já contaminada. Testagem de servidora para Covid-19, em Nova Odessa
Divulgação/ Prefeitura de Nova Odessa
A Secretaria de Saúde de Nova Odessa (SP) anunciou que vai testar 800 servidores para Covid-19. Os exames serão aplicados em quem não interrompeu o trabalho desde o início da pandemia. O objetivo da avaliação, segundo a pasta, é determinar entre os funcionários a proporção da população já contaminada.
Serão testados funcionários da “linha de frente” na saúde, segurança pública, cemitério, Coden Ambiental – responsável pelos serviços de água, esgoto e manejo de resíduos sólidos -, Paço Municipal, Garagem Municipal e Diretoria de Gestão Social e Cidadania.
A análise do resultado será emitida em 15 minutos e o participante deixará o local com o laudo do exame. Antes da coleta de sangue, o servidor responderá a um questionário de avaliação de eventuais sintomas manifestados.
Os servidores que testarem positivo serão encaminhados para consulta e afastados, de acordo com protocolos médicos.
Serão testados servidores de Nova Odessa que trabalharam ininterruptamente durante a pandemia
Divulgação/ Prefeitura de Nova Odessa
Profilaxia
Desde segunda, o protocolo de tratamento da Unidade Respiratória para pacientes com síndromes gripais inclui um coquetel de medicamentos para tentar diminuir a replicação viral do novo coronavírus no organismo.
O tratamento é indicado em três situações:
Pacientes com síndrome gripal testados ou não (Fase 1), que prevê o uso de vitamina D, zinco, azitromicina e ivermectina;
Pessoas que tiveram contato com pacientes com suspeita ou infectados receberão indicação de tratamento com zinco, vitamina D e ivermectina;
Pacientes internados seguem o tratamento de acordo com conduta médica, que pode incluir anticoagulantes e corticóides.
Os servidores municipais da área da Saúde poderão fazer a opção pela profilaxia com uso de zinco, vitamina D3 e ivermectina. Esses medicamentos foram comprados pelo município e devem estar disponíveis a partir da próxima semana na farmácia da Unidade Respiratória.
“A profilaxia tem se mostrado uma fórmula eficaz em várias regiões do Brasil e em outros países. Nosso protocolo foi desenvolvido de forma muito criteriosa por nossa equipe técnica, incluindo infectologistas, com base em experiências bem-sucedidas e pareceres médicos garantindo a segurança dos pacientes”, explicou o secretário de Saúde, Vanderlei Cocato.
Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba