https://radiomixlimeira.com.br/feed/

Piracicaba tem menor índice de isolamento social aos sábados desde o início da quarentena


Taxa chegou a 42% na cidade, mesmo índice de Limeira. Em Santa Bárbara d’Oeste, foi de 43%. Estado leva percentuais em consideração para definir reabertura ou fechamento de setores. Aglomeração de pessoas em área comercial de Piracicaba, no dia 8 de junho
Ronaldo de Oliveira/ EPTV
Piracicaba (SP) registrou neste sábado (20) o mais baixo índice de isolamento social aos sábados desde o início da quarentena em prevenção à pandemia do novo coronavírus.
Os dados são do Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo de São Paulo.
De acordo com a atualização da plataforma, mantida com base em rastreamento de celulares, a cidade registrou 42% da população em confinamento neste sábado.
O mesmo índice foi registrado em Limeira, enquanto a taxa em Santa Bárbara d’Oeste ficou em 43%.
Limeira e Santa Bárbara repetiram o mesmo índice do sábado anterior, dia 13 de junho, enquanto Piracicaba caiu um ponto percentual.
Apesar de ter permitido a reabertura com restrições no comércio e outros setores da região de Piracicaba, no último dia 1º, o governo do estadual segue considerando o índice de isolamento social como um dos critérios para permitir aumento ou regressão na flexibilização em cada área do estado.
Na comparação entre o último sábado antes da pandemia (30 de maio) e este sábado, Piracicaba e Limeira apresentaram queda de três pontos percentuais no isolamento social – de 45% para 42%. Já Santa Bárbara teve redução de um ponto percentual – de 44% para 43%.
O índice considerado ideal é de 70%, mas em maio o governador João Doria (PSDB) afirmou que espera uma taxa de ao menos 55%.
Como funciona
A central de inteligência analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social.
Com isso, é possível apontar em quais regiões a adesão à quarentena é maior e em quais as campanhas de conscientização precisam ser intensificadas, inclusive com apoio das prefeituras.
O SIMI-SP é viabilizado por meio de acordo com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM para que o Governo de São Paulo possa consultar informações agregadas sobre deslocamento no Estado.
“As informações são aglutinadas e anonimizadas sem desrespeitar a privacidade de cada usuário. Os dados de georreferenciamento servem para aprimorar as medidas de isolamento social para enfrentamento ao coronavírus”, afirma o governo estadual.
Entenda algumas das expressões mais usadas na pandemia do covid-19
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba