https://radiomixlimeira.com.br/feed/

Greta Thunberg diz que o mundo superou ‘ponto de inflexão social’


Ativista pelo clima se referia aos protestos após a morte de Geoge Floyd, nos EUA, asfixiado por um policial enquanto estava rendido no chão. A ativista ambiental sueca Greta Thunberg, de 17 anos.
Cristina Quicler/France Presse
A ativista sueca do clima Greta Thunberg afirmou que o mundo superou um “ponto de inflexão social” com questões como o movimento contra o racismo ou sobre a mudança climática, em uma entrevista à BBC News, segundo a agência France Presse.
Greta Thunberg é escolhida ‘personalidade do ano’ pela revista ‘Time’
Quem é Greta Thunberg, a ativista que está por trás da greve global pelo clima
“Não podemos seguir varrendo estas coisas para debaixo do tapete, estas injustiças”, disse a adolescente de 17 anos sobre o movimento posterior à morte de George Floyd, um afro-americano que morreu asfixiado por um policial enquanto estava detido e imobilizado no chão, nos Estados Unidos.
“Parece que passamos algum tipo de ponto de inflexão social no qual as pessoas começam a perceber que não podemos continuar olhando para o outro lado”, afirmou Greta Thunberg.
Entenda os protestos nos EUA após a morte do ex-segurança negro George Floyd
Manifestantes protestam contra morte de George Floyd em Minneapolis neste sábado (30)
John Minchillo/AP Photo
Thunberg disse que “as pessoas estão começando a encontrar sua voz, a entender que realmente podem ter um impacto”.
A ativista virou porta-voz e símbolo do movimento da juventude na luta contra a mudança climática quando começou o movimento ‘Fridays for future’.
‘Fridays for future’
Em 2018, Greta deixou de ir a aulas às sextas-feiras em Estocolmo para protestar contra o aquecimento global. O ato solitário ganhou apoio nas redes sociais e se tornou uma campanha mundial conhecida como “Fridays For Future” (ou ‘Sexta-feiras pelo Futuro’, em tradução livre).
A repercussão do movimento levou Greta a discursar em eventos internacionais, como a Cúpula do Clima (Nova York), Conferência do Clima da ONU e o Fórum Econômico Mundial.
Em dezembro de 2019, ela foi escolhida como ‘personalidade do ano’ da revista Time.
Greta Thunberg é escolhida a ‘personalidade do ano’ pela revista Time
‘Pirralha’
Greta chegou a se envolver em uma polêmica com o presidente Jair Bolsonaro, em 2019, quando ele criticou o espaço dado pela imprensa para a ativista, a quem chamou de “pirralha”.
Dias antes da declaração do presidente, Greta compartilhou um vídeo sobre as mortes dos indígenas brasileiros e escreveu que esses povos são assassinados ao tentar proteger a floresta do desmatamento ilegal.
“A Greta já falou que os índios morreram porque estavam defendendo a Amazônia. É impressionante a imprensa dar espaço para uma pirralha dessa aí, pirralha”, declarou o presidente.
Horas depois da fala do presidente brasileiro, Greta mudou a sua apresentação no Twitter para “Pirralha”. Veja o vídeo abaixo:
Jair Bolsonaro chama a jovem ativista sueca Greta Thunberg de pirralha
PODCAST