https://radiomixlimeira.com.br/feed/

Denso demite 150 funcionários em Santa Bárbara d’Oeste e atribui medida à pandemia da Covid-19


Produtora de sistemas e componentes automotivos para fabricantes de automóveis, multinacional também já aplica redução de jornada e suspensão de contratos na unidade. Unidade da multinacional Denso em Santa Bárbara d’Oeste
Cedoc/ Fundação Romi
A multinacional japonesa Denso anunciou a demissão de 150 funcionários de sua unidade em Santa Bárbara d’Oeste (SP) na manhã desta terça-feira (12).
A empresa, que fabrica sistemas e componentes automotivos para fabricantes de automóveis, informou que o motivo do desligamento é a crise econômica gerada pelo novo coronavírus, que levou a uma brusca redução na demanda de produtos por parte das principais montadoras do país.
A previsão, em relação aos funcionários que permanecem na empresa, é continuar aplicando as medidas provisórias 927 e 936, autorizadas pelo governo federal, que preveem redução da jornada e suspensão temporária do contrato durante a pandemia.
O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas e Mecânicas e de Material Elétrico de Santa Bárbara d’Oeste informou que há um mês foi procurado pela empresa, que propôs acordos para redução de jornada e a suspensão de contrato
A entidade informou que concordou, para preservar o emprego dos funcionários, mas devido à pandemia a multinacional não conseguiu manter o contrato e realizou as demissões.
A Denso não informou a quantidade atual de trabalhadores na unidade de Santa Bárbara, mas segundo o sindicato são cerca de de 400.
Fábrica da Hyundai em Piracicaba, interior de São Paulo
Divulgação/Hyundai
Hyundai
Outra multinacional do setor automotivo afetada pela pandemia foi a Hyundai, que suspendeu os trabalhos na fábrica de Piracicaba (SP) no dia 20 de março, após um funcionário ser identificado com suspeita de coronavírus. Ele testou negativo para a doença posteriormente.
Com o início da quarentena no Estado de São Paulo, a fábrica anunciou férias coletivas no dia 26 de março e a previsão era de que terminassem no dia 13 de abril, posteriormente estendida por tempo indeterminado.
No final de abril, a empresa anunciou a suspensão dos contratos de trabalho (lay-off) dos funcionários da fábrica em Piracicaba, devido à continuidade à quarentena no estado e ao impacto da pandemia do novo coronavírus no país.
Nesta terça-feira, a Hyundai anunciou que vai antecipar o retorno parcial da produção de veículos na fábrica de Piracicaba (SP) a partir desta quarta-feira (13). Segundo a empresa, os trabalhos buscam suprir a demanda de vendas feitas pela internet.
O retorno ao trabalho vai acontecer com apenas um dos três turnos e parte do suporte administrativo, segundo a Hyundai. Os outros turnos e as equipes administrativas, inclusive dos escritórios em São Paulo capital, permanecem com contrato de trabalho suspenso (lay-off) ou em trabalho remoto (home-office), como inicialmente previsto, até 26 de maio.
Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba