https://radiomixlimeira.com.br/feed/

Covid-19: zona leste de Piracicaba registra maior número de casos positivos


Região central é a segunda com mais pessoas diagnosticadas. Vigilância alerta que pandemia já atingiu todas as áreas e sobre a necessidade do isolamento social. Coronavírus: zona leste de Piracicaba registra maior número de casos positivos
Um mapeamento da Covid-19 em Piracicaba (SP) aponta que a região leste é a que tem mais casos da doença. Os dados da prefeitura são referentes até a última sexta-feira (12).
Zona leste (Vila Independência, Monteiro e Morumbi) – 244 casos
Região central (Centro, Vila Rezende e São Dimas) – 227 casos
Região norte (Vila Industrial, Vila Sônia e Santa Terezinha) – 197 casos
Zona sul (Jardim Paulista, Paulicéia e Água Branca) – 183 casos
Zona oeste (Jupiá, Novo Horizonte e São Jorge) – 152 casos
A Vila Independência, na zona leste, é onde fica o Lar Betel, casa de repouso que teve 84 casos de Covid e 10 mortes de pessoas que moravam no local. A região leste também é onde fica o Lar Bem Viver, que registrou 18 casos e seis mortes.
Na Vila Independência, uma equipe da EPTV, afiliada da TV Globo, encontrou ruas quase desertas. Um mercadinho encerrou as atividades. Já um hortifruti teve queda no movimento, enquanto o bar de Dulcinéia Lopes não tinha ninguém.
“Ficou um bairro… parece fantasma. Tá assim agora”, diz a comerciante.
Aglomeração
A região central, onde fica o corredor comercial principal da cidade, é a segunda com mais casos. Nela, a reportagem encontrou maior movimento de pessoas. A maioria dos consumidores usa máscara, mas não é raro ver alguém sem a proteção.
Movimento em área comercial da região central de Piracicaba em meio da pandemia: vigilância faz alerta
Pedro Santana/ EPTV
É também na área central que fica o Lar dos Velhinhos, que tem 81 casos confirmados e quatro mortes. Para o coordenador da Vigilância de Saúde, Moisés Taglieta, toda a cidade deve ter atenção máxima aos cuidados sanitários.
“O fato de uma região ter mais casos que a outra não significa que a outra região não tenha que se preocupar. Vejam que a pandemia já atingiu o município todo e que cada um dos casos pode gerar dez ou mais. Todos temos que cuidar um dos outros e de nós mesmos. Se possível, fique em casa. Só saia para o que for extremamente necessário”, orientou.
Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba