https://radiomixlimeira.com.br/feed/

Covid-19: enfermarias do SUS e UTIs particulares superam 100% de ocupação em Piracicaba

Informações de G1

A Prefeitura de Piracicaba (SP) informou que as enfermarias para pacientes com Covid-19 chegaram a 117% de ocupação no SUS ontem (2). A superlotação também foi sentida nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) particulares, com 105% da capacidade de atendimento.

De acordo com a administração, a ocupação acima de 100% significa que os leitos para Covid-19 ficaram lotados e que parte dos pacientes foi atendida em estruturas que até então não estavam contratualizadas com o Ministério da Saúde. Não há pacientes desassistidos, garante a administração.

As enfermarias tinham 36 vagas até o fim da tarde, mas 42 pacientes atendidos.

Veja a taxa de ocupação da quarta-feira (2):

SUS

  • Taxa de ocupação de UTI-SUS: 85%
  • Taxa de ocupação de enfermaria-SUS: 117%

PRIVADO

  • Taxa de ocupação de UTI-PRIVADO: 105%
  • Taxa de ocupação de enfermaria-PRIVADO: 49%

A pressão por atendimento nas unidades de saúde acompanha o crescimento exponencial de casos confirmados de Covid-19 no início do ano. A região bateu recorde de diagnósticos positivos da doença em janeiro, e viu a UTI do sistema público lotar no sábado (29).

A Secretaria da Saúde de Piracicaba registrou, nesta quarta, mais duas mortes por Covid-19, sendo dois idosos de 88 e 91 anos. Com isso, o número de óbitos subiu para 1.459 desde o início da pandemia.

Além disso, 374 casos foram registrados em 24 horas, o que elevou o total para 81.156 confirmações. Há, ainda, 687 moradores com sintomas da doença e que aguardam resultado de exames.

A cidade tem 3.378 pessoas infectadas em tratamento.

Em nota, a prefeitura afirmou que todos os pacientes internados são acompanhados por equipes médicas especializadas e que a liberação de novos leitos foi solicitada a Secretaria de Estado de Saúde.

“A pasta lembra, também, que existe a capacidade suficiente para a ampliação de novos leitos, tendo em vista que, em julho do ano passado, somente no SUS, eram mais de 200 leitos de enfermaria disponíveis com ocupação inferior a 60% das vagas ofertadas”, argumentou a Secretaria de Saúde.

“A retomada da oferta destes leitos tem sido feita de forma gradativa seguindo as orientações do Governo do Estado e do Ministério da Saúde, conforme disponibilidade junto aos hospitais da cidade e região. É importante ressaltar que a oferta de vagas tanto de UTI e enfermaria Covid-19, foram desmobilizados em dezembro, devido a queda dos casos da doença em todo país”, completou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.