https://radiomixlimeira.com.br/feed/

Após Queiroga, Doria se adianta e anuncia 3ª dose para idosos em 6 de setembro

Foto: Thomas Kienzle/AFP

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), confirmou ontem (25) o plano de aplicar a terceira dose em idosos de 60 anos para cima a partir do dia 6 de setembro. O anúncio, feito em coletiva, se deu horas depois de o Ministério da Saúde implementar a medida a nível nacional a partir de 15 de setembro.

Doria não anunciou calendário. Até então, a única regra, semelhante à do Ministério da Saúde, é que os idosos tenham sido vacinados com a segunda dose há pelo menos seis meses. Diferentemente do anúncio nacional, os imunossuprimidos transplantados ainda não foram contemplados.

Esta decisão foi finalizada hoje pela manhã e, para aumentar a proteção do público com mais de 60 anos, o estado de São Paulo vai iniciar a aplicação da terceira dose a partir de 6 de setembro“, disse Doria.

CORRIDA DA TERCEIRA DOSE
Na manhã de ontem, o ministro Marcelo Queiroga anunciou a aplicação da terceira dose para idosos acima de 70 anos a partir do dia 15 de setembro. Também diminuiu o intervalo de espera para completar o esquema vacinal com AstraZeneca e Pfizer de 12 para 8 semanas. Doria, que já estava avaliando a questão, decidiu se adiantar e apresentou até cartão de vacinação.

Segundo João Gabbardo, coordenador-executivo do Comitê Científico, antigo Centro de Contingência, o escalonamento em São Paulo vai ser feito de acordo com a idade, em ordem decrescente. “As pessoas de 60 anos que serão vacinadas são aquelas que já completaram seis meses da segunda dose. Se a segunda dose ocorreu há menos de seis meses, ela deverá aguardar os seis meses. É a partir dos seis meses que há a possibilidade de uma queda na imunidade. Antes disso, não faz sentido dar uma dose adicional“, ele explicou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.