https://radiomixlimeira.com.br/feed/

Após 20 anos, luta pelo retorno no Km 131 da Anhanguera avança

O deputado estadual Murilo Félix (Podemos) uniu lideranças de Limeira e realizou hoje (11) a segunda reunião na Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) para dar andamento a uma demanda de duas décadas: a necessidade de construção do acesso no Km 131 da Rodovia Anhanguera.
Representantes das empresas instaladas no trecho apresentaram indicadores de fluxo de veículos, de circulação de pessoas e planos de investimentos para os próximos dois anos, inclusive com projeções de arrecadação de impostos a partir das ampliações das atividades. “Essa informação nova é mais um motivo para sensibilizarmos o governo para a construção do acesso, se considerado principalmente o cenário de recuperação econômica pós-pandemia, proporcionando geração de empregos e renda”, declarou o deputado.
O encontro virtual contou com a participação do diretor da Artesp, Milton Persoli; da vice-prefeita Erika Tank (PL); do secretário municipal de Desenvolvimento, José França Almiral; dos representantes do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp) Jairo Ribeiro Filho, Renato Laranjeira e Eduardo Francisco, do presidente da União Sindical dos Trabalhadores de Limeira (USTL), Artur Bueno Junior; dos representantes da Ajinomoto, Ademir de Matos; da Suzano, Jonas Vitti; e da Papirus, Antonio Pupim e Rodrigo D’Arcadia. Robson representou os moradores do Bairro Jaguari.
Além das projeções de crescimento, Matos mostrou ao diretor da Artesp os prejuízos decorrentes da falta de acesso, impactando na qualidade de vida dos trabalhadores, como também foi enfatizado pelo pelo presidente da USTL. O representante da Ajinomoto também trouxe dados que comprovam os impactos na vida dos moradores, além de ser um entrave para outros investidores. “Além de contemplar uma demanda antiga e compatível com os planos de investimentos das empresas já instaladas, o acesso tornará a região muito mais atrativa”, argumentou.
Atualmente os trabalhadores das empresas situadas no bairro do Jaguari, no translado para Americana ou Limeira, são obrigados a utilizar os retornos na entrada de Americana (Km 128, conhecido como retorno da Goodyear) ou da saída para Cosmópolis (Km 136, conhecido como retorno da Contatto).
Érika Tank destacou o potencial econômico da região de Limeira para todo o Estado de São Paulo e endossou a demanda da cidade junto à Artesp. O secretário de Desenvolvimento mencionou os trabalhos já realizados pela Prefeitura para fomentar o desenvolvimento econônico neste trecho e as lideranças das entidades, tanto da USTL quanto do Ciesp, reforçaram os motivos dessa luta antiga.
Murilo enalteceu a importância da junção de forças. “Além das lideranças das entidades, das empresas e da comunidade deste trecho, a soma de forças políticas é fundamental nesta luta, que é nossa, de Limeira”. Destacou que é a primeira vez, depois de 26 anos, que a cidade tem um deputado estadual e federal ao mesmo tempo e elogiou o empenho da vice-prefeita e do deputado Miguel Lombardi, representado no encontro pelo assessor Ademir Cintra.
O próximo encontro foi agendado pelo diretor da Artesp daqui 20 dias. “Avançaremos nas alternativas para buscar solução”, assegurou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.