Mais de 387,1 mil eleitores não fizeram biometria no Amazonas

Postado em 14/set/2018

Municípios de Humaitá, Manicoré e São Gabriel da Cachoeira lideram o ranking de eleitores sem biometria. Cerca de 387,1 mil eleitores do Amazonas não realizaram o recadastramento biométrico dentro do prazo estipulado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Entre os municípios do interior, Humaitá, Manicoré e São Gabriel da Cachoeira lideram o ranking de eleitores sem biometria, com mais de 22 mil, cada. Porém, somente parte do eleitorado que não realizou o recadastramento está com o título cancelado.
A data limite para fazer o recadastramento em 2018 foi no dia 9 de maio. De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), Manaus e outros nove municípios que compõem a Região Metropolitana estão 100% biometrizados.
Os eleitores que votam nestas localidades e não realizaram o recadastramento estão, automaticamente, com o título de eleitor cancelado.
Dados do TSE apontam que a maior parte dos 387.100 mil eleitores que não participaram do processo estão no interior do estado. O número representa 15,94% do eleitorado amazonense e a cidade de Humaitá lidera o ranking de não cadastrados, com 25.051.
Segundo o TRE-AM, o eleitorado destas e das demais cidades do interior que não estão situadas na Região Metropolitana não será impedido de votar.
Porém, aqueles que possuem outras irregularidades, como, por exemplo, a não participação em três pleitos ou mais, também estão com os títulos cancelados, independentemente do seu local de votação.
O eleitor que teve o título cancelado fica impedido de se matricular em universidades públicas, participar de concursos públicos, tirar passaporte ou participar de licitação pública.
Source: Notícias principais g1

Os comentários estão desativados.