Haddad diz que, se eleito, terá como meta zerar o desmatamento

Postado em 12/out/2018

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, afirmou nesta sexta-feira (12) que, se eleito, vai ter como meta o desmatamento zero.
Ele deu a declaração após participar de uma missa em homenagem à Nossa Senhora Aparecida em uma igreja na Zona Sul de São Paulo.
“Nós vamos punir os especuladores de terra, vamos mirar desmatamento zero com a cobrança de imposto sobre quem especula com a terra”, afirmou o candidato.
Ainda no tema do meio ambiente, Haddad disse que vai estimular o aumento da produtividade de terra cultivada e investir parte das reservas cambiais em energias renováveis.
“Vamos aumentar a produtividade alterando uma tabela que é de 1975, que precisa ser alterada, que é de produtividade por hectare, dependendo da cultura que é plantada. E vamos investir pesado 10% das reservas cambiais em energia alternativa: biocombustivel, energia eólica e energia solar”, completou o candidato.
Ele também se referiu ao dia das crianças, comomeora nesta quinta, e falou de propostas para a educação infantil.
“O São Paulo Carinhosa é um programa que pretendemos estender para todo o país. De proteção à criança e à adolescência. Temos uma meta de colocar toda criança a partir de 4 anos na escola, vamos fazer uma busca ativa das crianças que ainda não estão na escola. Porque é obrigatória a matricula a partir dos 4 anos”, afirmou.
Igreja Católica
Um dia após sua visita à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), onde assumiu compromissos com a entidade, Haddad voltou a fazer acenos em seu discurso à Igreja Católica.
Questionado sobre qual seria a influência da Igreja Católica em um possível governo seu e sobre o pedido da CNBB de não trabalhar para a legalização do aborto, Haddad disse que assumiu compromissos com os bispos.
“Os princípios que a Igreja Católica colocou são princípios que todas as pessoas valorizam: proteção da vida, proteção do meio ambiente, proteção da democracia, combate à violência”.
Source: Notícias Política g1

Os comentários estão desativados.