Espanha impõe restrições a mais de 850 mil para conter casos de Covid-19

Mais de 850 mil moradores de Madri, na Espanha, e de sua região metropolitana não poderão deixar seus bairros a partir desta segunda-feira (21) a não ser por motivos essenciais como trabalhar, ir ao médico ou levar filhos à escola por causa da pandemia de Covid-19.

As restrições de circulação, previstas para durar duas semanas, atingem oito bairros, principalmente os mais pobres e que concentram boa parte de imigrantes. O descumprimento das regras será punido com multas de pelo menos € 600 (cerca de R$ 3.800).

A medida tenta conter uma nova onda do coronavírus, que matou mais de 30 mil pessoas no país, de acordo com levantamento da universidade americana Johns Hopkins.

Madri se tornou o epicentro dos contágios, com uma taxa de infecção de cerca de 682 casos por 100 mil habitantes em duas semanas. Isso equivale a quase três vezes a média nacional, que é de 267,8.

O jornal “El País” conta que o mês de junho foi “tranquilo” em Madri em relação à pandemia. Em julho, os casos começaram a reaparecer enquanto as cidades ficavam mais vazias por causa das férias de verão (no hemisfério norte). “Em agosto, o vírus reapareceu e multiplicou a sua incidência por 15. Nas primeiras semanas de setembro, o ritmo se manteve e em toda a área metropolitana supera os 530 casos por 100 mil habitantes”, descreve o jornal.

por:g1.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *